1 de ago de 2011

Cinema e Literatura: O caso dos 10 negrinhos



por Luiz Santiago


     Agatha Christie é uma das minhas autoras favoritas, e o seu romance O Caso dos Dez Negrinhos (Ten Little Niggers, 1939), um dos melhores livros policiais que eu já li. A conhecida história de um grupo de pessoas convidadas à uma ilha por um anfitrião desconhecido, é, certamente, uma das melhores histórias de serial killer ou de ambientes claustrofóbicos já escritas. Os ingredientes tão caros à escritora aparecem em doses homeopáticas, um pouco a cada misterioso assassinato, e isso é o que mais instiga nesse romance: a tensão constante e crescente.

     Em um primeiro momento, temos um grupo de pessoas comuns, imponentes, convidados de honra de alguém que não sabem quem é. Junto às apresentações de cada um, percebemos algumas nuances comportamentais, as mesmas que nos atormentarão durante todo o livro, a cada tentativa de descobrirmos quem é o assassino.

     O livro tem uma grande potencialidade imagética, justamente por isso não é de se espantar que tenha sido exaustivamente adaptado para o cinema. Alguns diretores trazem do original o enredo para o filme, outros, optam por trabalhar a ideia geral, fazendo as famosas "livre adaptações", como é o caso de Suspicions (1995) de Michael Sperazza, dentre inúmeras outras.

     De todos os filmes, conheço apenas a versão dirigida por René Clair, na fase americana de sua carreira. Para ler a crítica completa, clique no título do cartaz logo abaixo.


1945


Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger