20 de ago de 2010

O Mágico de Oz




por Luiz Santiago


   É comum encontrarmos obras do primeiro cinema que tentam passar o máximo de realismo possível para suas tramas, mesmo que estas fossem compostas por temas fantásticos, ou fosse uma adaptação literária. É o caso de O maravilhoso Mágico de Oz (1910), de Otis Turner, curta-metragem que completa o seu centenário este ano. 

   Para quem está acostumado com a versão da MGM, de 1939, certamente vai estranhar uma série de coisas que fazem o filme de Otis Turner ser mais engraçado do que pretendia. Essa pequena adaptação do livro de L. Frank Baum conta com toda a mágica do cinema do início do século. A falta de recursos técnicos avançados não impediu que fossem feitas cenas como as do ciclone, ou das bruxas e outros seres flutuando na tela. Algumas sequências são inteiramente cômicas, e o curta tem ainda duas coreografias bem encantadoras. 

   Essa pequena obra de Otis Turner é um desfile de esmero de produção artística, e uma ótima oportunidade para se conhecer outro Mágico de Oz, além do popular, e não menos genial criado por Victor Fleming.


* Esse filme ocupa o 11º Lugar no Veredicto nº1: Primeiros Filmes.




O MARAVILHOSO MÁGICO DE OZ (The wonderful wizard of Oz, Estados Unidos, 1910)
Direção: Otis Turner.
Elenco Principal: Bebe Daniels, Hobart Bosworth, Eugenie Besserger, Robert Z. Leonard, Winifred Greenwood, Lilian Leighton, Olive Cox.


FILME MUITO BOM. FORTEMENTE RECOMENDADO.

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger