29 de out de 2011

O Dominador (Haunters)




por Luiz Santiago

     A Coreia do Sul parece colecionar thrillers eletrizantes e diretores à la Tarantino. Os sanguinolentos filmes do país são, em sua maioria, excelentes exemplares dos gêneros macabros e investigativos, e agradam muitíssimo a cinéfilos e públicos do mundo todo.

     Pois bem, foi nesse estado de maravilhamento com o estilo e a expectativa de impressionar-me que iniciei a sessão de O Dominador, filme sul coreano que começa maravilhosamente bem e termina absurdamente muito mal.

     O enredo trabalha motivos muito recorrentes do terror e thriller orientais: uma família perturbada em seu núcleo, uma criança diferente, a morte e a violência no meio familiar. Esses ingredientes juntam-se à trama central que se desenvolve quando o protagonista já é um adulto. Sua vida parasitária é gerida pelo poder de controlar mentes. Mas ao encontrar um homem que não é atingido pelo seu poder, uma batalha épica se inicia, e o filme termina com o esperado confronto final.

     Até a primeira meia hora, temos um filme incrível. O prólogo é simplesmente maravilhoso, com uma fotografia mais escura, ótima mixagem de som e montagem. Mas a partir do meio do conflito, o filme caminha para a linha do impossível e das terríveis gafes de verossimilhança, tão feias, que chegam a constranger o espectador.

     Por mais que se trate de um filme onde as personagens tem poderes, isso não significa que um homem que nunca morre deve aparecer. A improbabilidade de todas as cenas de ação e “salvações de morte” estragam o filme. Nesse mesma linha segue o final da obra, um verdadeiro documento à insanidade, um dos piores finais de filme já escritos na história do cinema, mais uma vez, ligado à total inverdade do que vemos na tela. Esse uso do nonsense estapafúrdio inutiliza toda a maravilhosa primeira parte e estraga a sessão. Definitivamente, o desenvolvimento e o final da obra não valem nem um pouco o seu bom começo.


* Filme visto na 35ª Mostra Internaciona de Cinema em São Paulo


O DOMINADOR (Haunters, Coreia do Sul, 2010).
Direção: Kim Min-suk
Elenco: Kang Dong-Won, Ko Soo, Choi Deok-Moon, Jeong Eun-Chae, Dong-Won Kang, Da-Kyeong Yoon.


FILME INSATISFATÓRIO. APENAS PARA FÃS INCONDICIONAIS DO GÊNERO.

   

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger