25 de out de 2011

Happy People: A Year in the Taiga




por Luiz Santiago

     A investigação documental no cinema pode ser dividida hoje em duas categorias muito genéricas. A primeira, é a que expõe fatos e comportamentos como uma simples apresentação estatística. A segunda, é a que analisa a fundo o objeto proposto, e apresenta reflexões, pontos de vista diferentes e uma conclusão crítica a respeito.

     Dessas duas categorias, a segunda é certamente a mais difícil de se realizar, porque exige do diretor uma boa dose de pensamento crítico sobre o mundo onde vive. E é aí em que os filmes do cineasta alemão Werner Herzog se enquadram. Em Happy People..., Herzog e Dimitry Vasyukov partem para o coração da Sibéria, para uma vila de 300 habitantes, a fim de filmarem, durante um ano, o cotidiano desses habitantes-sobreviventes de uma das regiões mais remotas do mundo.

     Além de emocionante, o documentário traz à tona algumas falas sobre a União Soviética e a política estatal em relação à região. Narrado pelo próprio Herzog e com depoimentos traduzidos do russo para o inglês, Happy People... nos apresenta uma vida de trabalho duro que permanece quase intacta há séculos. Dentre os elementos tradicionais preservados, observamos o quanto o papel dos cães de caça e do artesanato é importante para os caçadores e moradores da vila.

     Happy People... é um documentário para ninguém botar defeito, e que durante a exibição, gerou diversas manifestações de surpresa, expectativa e espanto da plateia. Um filme realmente incrível, que indico com fervor.


Filme visto na 35ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.


HAPPY PEOPLE: A YEAR IN THE TAIGA (Alemanha, 2010)
Direção: Werner Herzog e Dimitry Vasyukov
Narrador: Werner Herzog.


FILME MUITO BOM. FORTEMENTE RECOMENDADO.


Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger