25 de out de 2011

Fora de Satã (Hors Satan)



por Luiz Santiago

     Apesar de ser um filme de beleza estonteante, Fora de Satã é um grande erro cometido por Bruno Dumont, e, confesso, uma grande má surpresa para mim.

     A perfeição da fotografia e a planificação do filme são elementos inquestionáveis, dado o rigor com o qual foram realizados. Cada ângulo está em um ponto exato da tela, é, a todo o tempo, uma visão perfeita e uma chamativa composição cênica. Tecnicamente, Fora de Satã é um filme admirável. Mas, felizmente, nem só de técnica vive o cinema.

     A subjetividade exposta pelo diretor além de não atingir o espectador, é inútil, em relação à trama geral, porque simplesmente nada acontece a partir dessa sugestão, e isso no sentido mais absoluto da palavra. O filme é de um silêncio sepulcral, usando-se apenas os sons do ambiente (até aí uma maravilha, porque isso é muito bom de se ver no cinema), e é dividido em partes, todas elas separadas por fades que não indicam a passagem do tempo interno ou externo, metafórico ou dramático. 

     Apenas uma mudança física de lugar marca cada subparte da vida estranha do protagonista, que reside em uma região pantanosa e tem uma amiga que o segue o tempo inteiro. Como o demônio está em toda a parte, ao que tudo indica, o protagonista deveria ter o papel de um exorcista ou algo do tipo, mas a colocação dessa fórmula é tão absurda que chega a ser de mal gosto, porque o filme não dá conta dessa faceta e nem mostra qual é o seu verdadeiro ponto, foco, objetivo. Aliás, mal gosto é a palavra de ordem para Fora de Satã, e destaco a cena em que o protagonista domina o último demônio durante o ato sexual com uma mulher.

Uma bela fotografia: a única qualidade desse filme horrendo dirigido por Bruno Dumont. 

     A tentativa de realizar um drama sombrio ou macabro saiu pior que a encomenda, e não é dessa vez que Bruno Dumont consegue agradar. Salvo a beleza da direção de fotografia, Fora de Satã é do tipo de filme que deveria ser jogado às traças, para nunca mais ser visto por ninguém.


* Filme visto na 35ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.


FORA DE SATà(Hors Satan, França, 2011)
Direção: Bruno Dumont
Elenco: David Dewaele, Alexandra Lematre, Aurore Broutin.


FILME INSATISFATÓRIO. APENAS PARA FÃS INCONDICIONAIS DO GÊNERO.

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger