6 de set de 2011

Tempo de Embebedar Cavalos



por Luiz Santiago



     Esse filme nos lembra que existe a ferida do mundo, que muitas pessoas sentem dor, que estão só. Entre ânsias e lágrimas, esse incrível filme de Bahman Ghobadi nos apresenta um mundo infantil cheio de dificuldades, esperança e amor. 

     É impossível não se emocionar com o que vemos na tela. Os maravilhosos atores que o diretor elencou tornou o realismo cru algo que não pode ser expresso por outra palavra que não “dor”. O tema é profundo, e o modo como cineasta o abordou torna tudo mais reflexivo. 

     A relação dos personagens com a paisagem natural (e suas metáforas imagéticas), as questões político-geográficas como pano de fundo da trama central, e o amor fraterno como coluna vertebral da obra são coisas que indicam uma obra madura e muito bem realizada.

     Particularmente, eu nunca havia visto uma película com crianças que se equipare ao trabalho desse filme. Apesar de toda a terrível situação, a beleza dos enquadramentos toma o espectador. O filme é lancinante, mas ao mesmo tempo, alcança um patamar de clamor pela esperança. O final aponta para isso, embora seja incerto. Me chamou a antenção o fato de como a cultura oriental está ligada ao fundamentalismo familiar, coisa que no filme é transposta de um jeito que nos deixa pensando sobre as relações humanas, tal como Duas Soluções Para um Problema. De fato, mais um filme oriental maravilhoso.


TEMPO DE EMBEBEDAR CAVALOS (Zamani barayé masti asbha, Irã, 2003)
Direção: Bahman Ghopbadi
Elenco: Ayoub Ahmadi, Rojin Younessi, Amaneh Ekhtiar-dini, Madi Ekhtiar-dini, Kolsolum Ekhtiar-dini, Karim Ekhtiar-dini, Rahman Salehi, Osman Karimi, Nezhad Ekhtiar-dini



FILME MUITO BOM. FORTEMENTE RECOMENDADO.


Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger