24 de ago de 2011

Ebulômetro: Mato Eles? (1982)






ANDRÉ BAUERLE: “Mato Eles?” é um dos filmes mais sensacionais que eu já vi. Esse filme traz à tona uma série de problemas dos índios que passam despercebidos aos “homens brancos”. Durante o filme vislumbramos várias questões interessantes que nos fazem pensar: a FUNAI ajuda ou prejudica os índios?


BRUNO OTSUKA: No final acabei gostando muito do filme, mas no começo é meio cansativo. Depois que você consegue entender o fio da história, a coisa fica interessante. Nunca tinha parado pra pensar, na verdade, nem sabia da palhaçada toda que a FUNAI encabeçava, e com o documentário, pude ir atrás de informações a respeito, e infelizmente, acabei constatando que a coisa não mudou muito não...


CATHERINE ARMANDO: Hoje pulverizados e mortos, os poucos índios que sobram se curvam a esse tipo de tratamento, são tratados de forma subumana. Os índios, com sua real cultura, ficaram em algum lugar da história...


HELOÍSA GABRIEL: O curta de Sérgio Bianchi, mesmo sendo da década de oitenta, mostra uma grande realidade que os povos indígenas vivem até hoje no Brasil.


LUIZ SANTIAGO: Ao fazer uso de diversas formas narrativas e adequando muito bem os recursos técnicos disponíveis, o diretor consegue trazer a crítica a um nível de polêmica muito interessante e necessário. As mazelas da “segunda colonização” indígena são abordadas, e vários lados dispostos em dabate, embora a visão geral ultrapasse, de algum modo, os limites do bom senso, o trabalho do diretor é absolutamente louvável.


MÁRCIO SALLEM: Bianchi apresenta com uma melancólica e revoltada ironia a situação dos índios do Paraná, vitimas dos preconceitos e da incapacidade do homem "branco" em aceitá-los como são, de violências e assassinatos vistos sob olhar de descaso das autoridades da FUNAI, que deveriam protegê-los. Ultimamente, é um documentário pouco parcial; decisão enxergada como a única possível para defender os oprimidos índios através da lente que ilustra suas vidas.


MARCOS HISHT: Um marco inquestionável para o diretor e para o Brasil, “Mato Eles?” é um trabalho de coragem e engajamento político, para se dizer o mínimo.


PEDRO VEBLEN: Gosto muitíssimo do curta, embora a tendência da visão unívoca adotada por Sérgio Bianchi me incomode um pouco. De todo modo, é um filme mais que necessário, porque retrata algo deixado de lado em nosso Brasil atual: a política corrupta de oportunista da FUNAI.


THALITA MOLEIRINHO: O documentário quer mostrar a verdadeira FUNAI, que não tem interessa sincero pelo qual está destinada, o índio, mas sim ao simples fato de querer lucrar com a extração de madeiras das terras indígenas.


VITÓRIA F. VICENTE: O documentário serve de alerta para nós percebermos que muitas das entidades que conhecemos nem sempre fazem o uso adequado do “poder” que tem, e que muitas vezes, por trás da imagem, carregam uma grande farsa.


AINDA NÃO ASSISTIU AO FILME?  FAÇA O DOWNLOAD AQUI!






Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger