8 de jul de 2011

A Banda (2007)


por Luiz Santiago


     A Banda é um filme glorioso. Sua história é de fazer inveja a realizadores orientais como Elia Suleiman, que gosta de enredos cheios de humor cáustico e funcional. A composição dos planos e o elenco afinadíssimo são uma pequena e muito prazerosa aula de cinema. O diretor Eran Kolirin, cuja experiência anterior consistia apenas em dois filmes feitos para a TV, realiza aqui um trabalho de “gente grande”.

     Orquestrar um história que trabalhasse tantos ambientes paralelos e conseguisse fazer um jogo de cena com todos, sem deixar o espectador perdido no meio do caminho não é tarefa fácil, e muitos “diretores dinossauros” já se perderam com esse tipo de roteiro, o que não acontece aqui. Além da história ser tremendamente tocante e bem dirigida, nós terminamos o filme em estado de graça, tanto pelas migalhas ópticas que o diretor vai pegando nas últimas cenas e colocando-as em seu devido lugar, quando nas reflexões que nos impulsiona fazer.

     As personagens crescem ao longo do filme, e mesmo nas situações um tanto surrealistas e meio nonsenses, há uma pontada de humanidade que só aqueles que já conheceram pessoas “deslocadas” saberão entender. A música entra como um elemento a dar tempero e cor às imagens. É usada de modo dramático e em momento certo, ajudando a criar o tom da sequência, com destaque para a cena do bar entre Dina e o Coronel, e na cena final da obra. De muito bom gosto e de uma maturidade espantosa, A Banda é um dos filmes orientais desse século mais interessantes que eu já vi, pelo menos até hoje. Recomendo muito enfaticamente.


A BANDA (Bukur Ha-Tizmoret, Israel, EUA, França, 2007).
Direção: Eran Kolirin
Elenco: Sasson Gabai, Ronit Elkabetz, Saleh Bakri, Khalifa Natour, Rubi Moskovitz, Uri Gavriel, Imad Jabarin, Hilla Sarjon, Shlomi Avraham, Tarak Kopty, Rinat Matatov.


FILME ÓTIMO. É IMPERDÍVEL ASSISTI-LO!

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger