27 de mai de 2011

Reds (1981)


por Juliana Zanolli


     Reds (1981) é um filme muito comovente e triste, principalmente por se tratar de uma história real. Enquanto John Reed sacrificava a sua vida pessoal para lutar pelos seus ideais, os "camaradas" o tratavam como se ele fosse simplesmente uma peça muito importante de um jogo. É impossível não chorar com o final do filme. Ele queria tanto o comunismo para não haver mortes com guerras, e acabou vendo pessoas morrerem por causa de um ideal que ele acreditava tanto. A decepção, as doenças, a separação forçada da mulher, o desespero por parte dos dois para se reencontrarem, e depois... o fim de tudo, de todas as esperanças. Ele morreu sem conseguir ver um mundo sem guerra, e sem reatar o relacionamento com a mulher que ele amava tanto.

     Como o filme retrata a vida nos anos 1915 a 1920 a trilha sonora desde o início nos leva àquela época. Os depoimentos de pessoas que conheceram Jack Reed e Louise Bryant na vida real lembram a todo instante que tudo aquilo foi uma realidade, mas ao mesmo tempo tornam o filme um pouco cansativo.

     A primeira parte do filme se perde um pouco, mostrando o relacionamento "estranho" que havia entre os dois, cheio de brigas e traições.

     O fim da primeira parte e a segunda parte inteira mostram um filme muito tenso e cheio de emoção, numa interpretação fantástica de Warren Beatty, Diane Keaton e Jack Nicholson.

    O cenário, o elenco e a trilha sonora daquela época, mostram que o filme foi muito bem elaborado.

     É um filme com mais de três horas de duração, dividido em duas partes , sendo que a primeira visa um pouco da vida pessoal de Jack Reed. E a segunda parte visa a ideia central do filme, ou seja, a expansão do comunismo e a luta pela paz mundial, que era o ideal de Jack Reed desde o início.

     Um filme emocionante. Vale a pena salientar que John (Jack) Reed é o único americano enterrado no Kremlin em Moscou. Vale a pena assistir!


REDS (Estados Unidos, 1981).
Direção: Warren Beatty
Elenco: Warren Beatty, Diane Keaton , Jack Nicholson, Edward Herrmann, Paul Sorvino, Jerzy Kozinski, Maureen Stapleton, Nicolas Coster.


FILME MUITO BOM. FORTEMENTE RECOMENDADO.

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger