5 de nov de 2011

O Gato de 9 Caudas

por Marcel Moreno

          O Gato de 9 caudas (1971) é mais um belíssimo filme do gênero Giallo feito por Dario Argento. Toda a trama envolvendo um projeto de genética é envolvida em uma série de assassinatos que é investigado por um repórter e um jornalista aposentado. As nove pistas que vão sendo descobertas ao longo do filme, vão dando um caminho diferente para o filme e seus personagens. Até que se descubra de fato quem é o vilão da história, são os efeitos maravilhosos do filme que vão prendendo a atenção do publico enquanto o assassino continua solto.

              Os personagens e as expressões corporais do filme não são nada diferentes do que vemos hoje, deixando a desejar em algumas interpretações. As cenas ao longo do filme são boas por suas imagens, mas nada fora do comum. As jogadas das câmeras, as sombras e posicionamentos dos personagens, é algo realmente muito bem trabalhado e pensado no filme, ajudando na modelagem do misterioso caso. Com certeza a sequência de perseguições e as falsas tentativas de mostrar o verdadeiro assassino foi um grande inspirador para muitos filmes - nem sempre de boa qualidade - como Pânico (1996) ou Eu sei o Que Você Fizeram no Verão Passado (1997). A personagem Morsella da o toque de sensualidade no filme com suas roupas modernas e sexy à la Sophia Loren. E o repórter que está longe de ser realmente o galã como Marcello Mastroianni, cumpre bem o seu papel. 

              A trilha sonora merece um papel de destaque, pois mesmo simples é importantíssima. É ela que da o toque todo especial as cenas do filme, causadora de sensações e expectativas para quem assiste. Músicas de terror, gritos de dor e de aflição podem ser apreciados no filme nunca fora do tom e nunca na hora errada, como forma de impressionar o público através do som.

              No final do filme o assassino é descoberto sem muitas surpresas, visto que ele estava entre as suspeitas, mas são as emoções que tornam o final interessante. Alias este Giallo poderia facilmente se chamar “O Gato dos 9 Sentimentos” ou “O Gato das 9 Sensações”, porque conforme a película avança, sensações que vão de comédia, drama, terror e até horror, podem ser sentidas pelo telespectador que se surpreende a cada instante com boas cenas com sangue e músicas que dão um toque especial a elas. Essa junção de fotografia, trilha sonora e boas ideias do roteiro que fazem deste filme uma obra de arte que deve ser valorizada por suas boas lições aos diretores atuais do gênero.


O GATO DE 9 CAUDAS (Il Gatto a Nove Code, Itália, França, Alemanha Ocidental, 1971).
Direção: Dario Argento
Elenco: James Franciscus, Karl Malden, Catherine Spaak, Pier Paolo Capponi, Horst Frank, Rada Rassimov, Aldo Reggiani, Carlo Alighiero, Vittorio Congia.


FILME MUITO BOM. FORTEMENTE RECOMENDADO.

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger