21 de out de 2011

A Visita Maravilhosa




por Luiz Santiago


     “Uma merecida homenagem ao compositor italiano Nino Rota” é apenas uma frase incompleta a se dizer sobre o documentário A Viagem Maravilhosa (2011). Narrado pelo sobrinho do próprio compositor, o filme tem o caráter de road movie, porque atravessa a Itália, visitando os lugares que Rota visitou, criou conservatórios, ensinou, compôs, doou instrumentos, foi diretor de instituições ligadas à música. Como se trabalhasse em cima do motivo-título do filme, o diretor Mauro Gioia faz diversas visitas a músicos, conhecidos e ex-alunos de Nino Rota, e registra cada um dos depoimentos para formar um diário de viagem. Esse diário pode ser entendido como flashes da vida e personalidade do compositor e maestro Nino Rota.

     A primeira parte do filme é dominada pela estranheza da câmera cambaleante, com edição televisiva e uma linha desencontrada de direção. Mas não tarda muito, temos na tela, um filme com planos mais fixos, e um bom trabalho de relação entre a viagem, os depoimentos e o registro do espaço físico dos lugarejos, a fim de dar corpo à memória resgatada pelo filme.

     O que pesa contra a película, além da forma adotada no início, é a reduzida trilha sonora utilizada. Entendemos que um dos focos aqui é mostrar o compositor além das trilhas para cinema: suas óperas, peças para piano, oboé, flauta, contrabaixo, piano... mas ao invés de insistir em uma música tema que acompanha algumas cenas do filme, penso que o diretor poderia trazer outras composições em cada um desses momentos.

     A compensação vem na execução de trechos de algumas obras de Rota, com destaque para a maravilhosa sequência em que um companheiro do diretor, um contrabaixista, ensaia com um aluno. A paixão e a intensidade de todas as cenas dessa pequena sala de audição são realmente impressionantes.

     Com bom humor e grande quantidade de informações vindas dos depoimentos e dos textos entre as cenas, A Viagem Maravilhosa é um “documentário road” encantador e emocionante, sobre um dos maiores músicos italianos, um dos grandes nomes da música para cinema, um verdadeiro artista.


* Filme visto na 35ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo


A VISITA MARAVILHOSA (La Visita Meravigliosa. Viaggio in Italia Sulle Tracce di Nino Rota, Itália, 2011).
Direção: Mauro Gioia
Duração: 52 minutos


FILME MUITO BOM. FORTEMENTE RECOMENDADO. 

Twitter Delicious Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger